A Secretaria Executiva da Indústria tem como objetivo a atração e desenvolvimento Industrial, promovendo a diversificação e a interiorização da indústria cearense, propiciando a ampliação de sua competitividade. Atribuir  maior agregação de valor aos produtos das principais cadeias produtivas da indústria cearense, com vistas a ampliar sua inserção nos mercados nacional e internacional.

COORDENADORIAS

  • Atração de Empreendimentos Industriais;
  • Atração de Empreendimentos Industriais Infraestruturantes;
  • Atração de Empreendimentos Industriais Especiais;
  • Promoção do Setor Industrial.

DIRETRIZES

  • Fomentar a Indústria local;
  • Oferecer condições para a retenção e expansão de Indústrias no Estado;
  • Elaborar Projetos para atração de novos Empreendimentos Industriais;
  • Aumentar a Competitividade da Indústria Cearense;
  • Fortalecer as Cadeias Produtivas e Clusters

 

VANTAGENS COMPETITIVAS

  • Localização Geográfica;
  • Potencial Eólico e Solar;
  • Criatividade e Qualificação do Capital Humano;
  • Logística Eficiente.

 

CADEIAS PRODUTIVAS PRIORITÁRIAS (CEARÁ 2050)

  • Calçados, Componentes e Afins;
  • Saúde;
  • Moda (Têxtil e Confecções);
  • Recursos Hídricos;
  • Energias Renováveis;
  • Mineração.

ALAVANCANDO QUAIS TENDÊNCIAS

  • Inovação Tecnológica;
  • Sustentabilidade Ambiental;
  • Demanda por Serviços;
  • Políticas Públicas mais eficientes;
  • Hub Portuário, Aéreo e Tecnológico;
  • Crescimento Tecnológico.

VISÃO DE FUTURO

  • Referência Nacional em Desenvolvimento Econômico e Social;
  • Melhor Estado para fazer negócios no Brasil;
  • Excelência em Governança;
  • Referência Internacional em Inovação e Desenvolvimento Sustentável.

COORDENADORIAS E ATRIBUIÇÕES:

COORDENADORIA DE ATRAÇÃO DE EMPREENDIMENTOS INDUSTRIAIS

  • Elaborar estratégias, programas e projetos para atração de novos empreendimentos Industriais;
  • Elaborar políticas para retenção, expansão e consolidação do setor industrial;
  • Estruturar mecanismos e estabelecer parcerias estratégicas para a melhoria da qualidade e aumento da competitividade de produtos industriais;
  • Desenvolver estratégias para assegurar a sustentabilidade dos distritos e polos industriais existentes;
  • Viabilizar parcerias com órgãos, entidades e Universidades para a qualificação de capital humano e de fornecedores locais para os setores produtivos.

COORDENADORIA PROMOÇÃO DO SETOR INDUSTRIAL

  • Elaborar estratégias para promoção dos produtos industriais cearenses em novos mercados;
  • Executar as ações de promoção dos produtos industriais cearenses em novos mercados;
  • Promover a formação de parcerias comerciais para a indústria, em conjunto com a Secretaria Executiva do Comércio, Serviço e Inovação;
  • Criar mecanismos de facilitação à atração de parcerias e negócios nacionais e internacionais;
  • Estabelecer estratégias para aumentar o número de empresas exportadoras.

COORDENADORIA DE ATRAÇÃO DE EMPREENDIMENTOS INDUSTRIAIS INFRAESTRUTURANTES

  • Elaborar políticas para a para atração de novos empreendimentos industriais  nos setores de energias renováveis, mineração e recursos hídricos;
  • Elaborar estratégias, programas e projetos para a criação, retenção e expansão das indústrias nos setores de energias renováveis, mineração e recursos hídricos em toda sua cadeia produtiva;
  • Promover articulações necessárias para viabilizar a exploração de recursos naturais nos setores de energias renováveis, mineração e recursos hídricos
    de forma sustentável;
  • Priorizar a interiorização dos investimentos da cadeia produtiva nos setores de energias renováveis, mineração e recursos hídricos;
  • Estabelecer parcerias estratégicas e estruturar mecanismos para a melhoria da qualidade e aumento da competitividade da cadeia produtiva nos setores de energias renováveis, mineração e recursos hídricos, através de inovações tecnológicas.

COORDENADORIA ATRAÇÃO DE EMPREENDIMENTOS INDUSTRIAIS ESPECIAIS

  • Elaborar e implementar estratégias, programas e projetos para atração de empreendimentos industriais do setor de Petróleo e Gás, e empreendimentos dos demais setores econômicos a serem instalados na área do CIPP e da ZPE;
  • Desenvolver estratégias político-institucionais de governança para a área do CIPP e da ZPE;
  • Articular junto aos órgãos anuentes a solução de entraves logísticos no âmbito do CIPP e da ZPE.