Fórum Integrado de Desenvolvimento analisa PIB cearense

25 de abril de 2016 - 23:03

Reunião, realizada na manhã desta segunda-feira, 25\4, no auditório da Adece, foi presidida pela secretária Nicolle Barbosa

O Fórum Integrado de Desenvolvimento, formado pelas 25 Câmaras Setoriais, reuniu-se na manhã desta segunda-feira, 25, para avaliar os números do Produto Interno Bruto (PIB) cearense no quarto trimestre de 2015 e traçar estratégias para vencer a crise econômica e minimizar seus efeitos. Os dados por setor, direcionados à agropecuária, indústria, comércio e serviços, foram apresentados por técnicos do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Estado do Ceará (Ipece).

De acordo com a Secretária do Desenvolvimento Econômico e Coordenadora do Fórum, Nicolle Barbosa, vai ser realizada reunião interna do Sistema SDE (Secretaria e suas vinculadas – Adece, Codece e ZPE) para avaliar os números. “Vamos também reunir individualmente as Câmaras Setoriais com o Ipece para que elaborem soluções. Precisamos minimizar os efeitos da crise na economia e desenvolver estratégias para vencê-la”, ressaltou. “A criação de uma agenda entre o Ipece e cada uma das Câmaras servirá para que possamos olhar amiúde todos esses setores, identificando seus reflexos nos resultados do PIB estadual”, complementou Ferruccio.

Estiveram presentes no encontro a secretária Nicolle Barbosa, o secretário ajunto Cláudio Ferreira Lima; os presidentes da Adece, Ferruccio Feitosa; da ZPE Ceará, Mário Lima; da Companhia de Desenvolvimento do Ceará (Codece), Roberto Feijó; além de presidentes e representantes das Câmaras Setoriais e do diretor de Estudos Econômicos do Ipece, Adriano Sarquis, e sua equipe.

Sala do Investidor

Durante a reunião, que durou aproximadamente três horas, a Secretária classificou como importante o entrosamento dos setores com o Ipece, o que desaguará na Sala do Investidor. “Com a Sala do Investidor vamos traçar, setorialmente, toda a cadeia produtiva de todos os setores. A partir desse levantamento, vamos saber o que precisamos atrair para completar as cadeias produtivas e onde alocar isso, respeitando as vocações e potencialidades das regiões do Estado. Vamos, portanto, ter um sistema de inteligência competitiva que vai nos subsidiar sobre o que precisamos atrair e desenvolver de cadeia de fornecimento do Estado e casar uns setores com outros, então, só um sistema de alta performance de inteligência competitiva para nos dar esse mapa”, afirmou a Secretária

Na ocasião, Cláudio Ferreira Lima informou que, proximamente, o Estado vai ter uma nova política de incentivos fiscais, que, segundo ressaltou, está embasado no conhecimento aprofundado da realidade cearense. “Com essa política, estaremos incentivando as cadeias produtivas que podem tornar a economia do Ceará pujante, mais moderna”, afirmou.

Promover a sinergia entre a cadeia produtiva cearense foi uma das sugestões destacadas pelo presidente da ZPE, que falou sobre os novos mercados previstos para o Estado. “Primeiro vamos precisar trabalhar daqui para frente na expectativa de atrair investimentos com o entrosamento entre as empresas”, disse.

 

Coordenadora de Comunicação
Suzete Nocrato (85) 3444.2907
suzete.nocrato@sde.ce.gov.br