Secretária trata com reitor da UFC sobre instalação de observatório no Pecém

14 de agosto de 2015 - 13:47

O observatório faz parte de um projeto de desenvolvimento harmônico sustentável para regiões impactadas por grandes empreendimentos

A secretária do Desenvolvimento Econômico, Nicolle Barbosa, reuniu-se com o reitor em exercício da UFC, Prof. Henry Campos, na tarde da última terça-feira (11), e com a coordenadora do escritório do Instituto Dialog em Fortaleza, Helena Grundig. O tema do encontro, ocorrido no gabinete do Reitor, foi a futura instalação de um observatório no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), situado no município de São Gonçalo do Amarante. O objetivo do empreendimento é avaliar o desenvolvimento sustentável na região do Complexo.

Trata-se de um plano da Organização das Nações Unidas (ONU), através de seu Escritório Regional para América Latina e Caribe – chamado ONU-HABITAT –, em parceria com o Instituto Dialog, instituição sediada no Rio de Janeiro. O observatório faz parte de um projeto de desenvolvimento harmônico sustentável para regiões impactadas por grandes empreendimentos. No Ceará, a ideia é que a UFC seja a instituição de ensino a dar suporte ao empreendimento.

“É algo muito importante para o Estado do Ceará, e a entrada da UFC dá um novo peso ao projeto”, disse Nicolle Barbosa. Segundo ela, o observatório será um “laboratório vivo” para professores e alunos da Instituição, em diversas áreas do saber. A ideia, de acordo com a secretária, é oficializar a participação da Universidade através de um convênio com a ONU.

Henry Campos elogiou o projeto e disse que a Universidade está aberta a contribuir com a iniciativa. “É uma proposta muito interessante, que combina os objetivos da Universidade com os projetos de desenvolvimento do Estado, principalmente quando isso diz respeito ao desenvolvimento sustentável, onde temos um potencial enorme de colaboração. Isso vai trazer uma oportunidade muito grande para a comunidade universitária como um todo”, pontuou o Reitor. Segundo ele, a proposta de parceria com a ONU será, em breve, apresentada ao Conselho Universitário (Consuni).

SOBRE O PROJETO – A representante do Instituto Dialog, Helena Grundig, explicou que o Brasil foi escolhido pela ONU para receber o projeto-piloto voltado para desenvolvimento sustentável em áreas que receberam grandes empreendimentos. O projeto será implantado em outros dois estados, além do Ceará: Rio de Janeiro, na área litorânea de Costa Verde, e Pará, na hidrovia de Tapajós. Segundo ela, a ideia é que o laboratório cearense seja dedicado, basicamente, à pesquisa e ao monitoramento de dados.

“A ONU vai trazer a metodologia dela e adaptar ao Pecém. Faremos um plano de trabalho com professores da Universidade, junto com outras entidades e instituições de pesquisa, para monitorar e avaliar o desenvolvimento sustentável na região”, afirmou Helena. A previsão é que o observatório já esteja em fase de execução quando for realizada a Terceira Conferência da ONU sobre Moradia (Habitat III), que ocorre em outubro de 2016, em Quito, no Equador.